É possível viver em um mundo totalmente sem plástico?


Imagem destaque deste post

Da substituição das sacolas plásticas de supermercado por modelos biodegradáveis ou retornáveis até a “guerra ao canudinho plástico” e as reflexões e mudanças que esses movimentos provocam. Já faz um tempo que a sociedade está tentando reduzir o consumo de itens feitos de plástico. Mas será possível viver totalmente sem esse material?

Por um lado, embalagens e materiais de plástico parecem ser imprescindíveis em nosso dia a dia. Por outro, representam uma ameaça ao planeta e às suas formas de vida porque até mesmo os plásticos que são recicláveis nem sempre passam por esses processos. E aí?

Para entender melhor o problema

O plástico é utilizado no mundo inteiro. Só o nosso país produz algo em torno de 10,5 milhões de toneladas do material por ano e, além de termos um sistema de reciclagem deficiente - o Brasil ainda não tem um programa de alcance nacional -, há plásticos que não são recicláveis e se tornam um problema duradouro para o meio ambiente.

Em nosso blog, no post Tudo sobre reciclagem: plástico, abordamos fatores relacionados ao problema, como a dificuldade em mudar hábitos. Nosso pensamento se volta para a criação do hábito de contribuir para a reciclagem à mudança de comportamento visando a redução do consumo do material.

A questão é que, como sabemos, sistemas de coleta seletiva não acontecem em todos os lugares e, para muitos, isso faz com que separar o lixo por conta própria pareça não fazer sentido. Mas, como veremos mais adiante, é possível contornar essa dificuldade!

Além disso, nossa evolução acontece pouco a pouco e atentar para a melhor forma de descarte do material ajuda a ter nova percepção quanto ao seu consumo e vice-versa. E, nesse processo, é sempre bom contar com algo que nos inspire, como a iniciativa da Ekoplaza, uma rede de supermercados holandesa.

O supermercado sem plástico (ou quase isso)

“Step into a free plastic world” ou “Entre em um mundo livre de plástico”. É com essa frase que a rede Ekoplaza, na Holanda, convida seus consumidores a conhecer a primeira seção de supermercado livre de plástico no mundo.

Com embalagens feitas de outros materiais, como o papel, metal e vidro, a Ekoplaza apresenta 700 opções de produtos que não têm plástico em suas embalagens. Mais do que isso, até mesmo as etiquetas de preço e as prateleiras que alocam esses artigos não são feitas de plástico.

A ação é resultado da iniciativa A Plastic Planet que visa justamente reduzir o uso do plástico, sobretudo em embalagens de produtos alimentícios. Missão difícil? Com certeza, mas não é impossível. Aqui mesmo no Brasil, diversas lojas que vendem produtos à granel permitem que o consumidor leve embalagens de casa, para evitar o consumo de plástico e a minimizar a produção de lixo.

Não tem Ekoplaza no Brasil, e agora?

No Brasil, ainda não temos notícias de uma rede de supermercados que tenha seguido o exemplo da holandesa Ekoplaza e apresentando alternativas para abolir o plástico ao menos de uma de suas seções. Mas isso não significa que nos resta apenas ficar de braços cruzados esperando esse momento chegar!

Neste post, já até indicamos mudanças de hábitos que você pode adotar no seu dia a dia: usar sacolas retornáveis (as famosas ecobags), trocar o canudinho de plástico por outros como os canudos de vidro, bambu ou alumínio e optar por fazer compras em lojas à granel.

Você ainda pode dar preferência à produtos que tenham outros tipos de embalagem como alternativa ao plástico. Vale ter em mente que alguns materiais são mais reciclados no país, como o alumínio, e que outros tendem a ser menos danosos para o meio ambiente, como o papel ou papelão.

O que você achou do “supermercado sem plástico”? A ideia inspirou você a buscar uma mudança de hábitos? Deixe o seu comentário!


Gostou?

Que tal compartilhar este artigo?

Facebook icon

Receba nossas notícias na sua caixa de emails!

Se inscreva abaixo para receber emails periódicos com conteúdos relevantes sobre sustentabilidade e a cidade ;)

Deixe seu comentário :)