Tudo sobre reciclagem: medicamentos e cosméticos


Imagem destaque deste post

Se você acompanha o nosso blog, sabe que temos uma série intitulada “Tudo sobre reciclagem” na qual já abordamos o lixo eletrônico, nossa especialidade, além do vidro, alumínio, plástico, papel e pneus. Agora chegou a vez dos medicamentos e cosméticos.

Como você já deve imaginar, alguns desses resíduos não geram dúvida quanto ao descarte correto. Embalagens vazias de vidro ou de plástico, por exemplo, podem ser normalmente enviadas a um serviço de coleta e reciclagem.

Porém, muita gente não sabe o que fazer com o conteúdo desses recipientes. Uma dúvida bastante válida, já que nossa ideia é minimizar os danos ao meio ambiente e evitar qualquer situação que ofereça riscos para as formas de vida do planeta, incluindo a nossa! Quer saber mais? Então vamos lá!

O descarte de medicamentos vencidos

A BH Recicla lida principalmente com lixo eletrônico. Por isso, sabemos bem e sempre informamos que o descarte incorreto desse material pode representar danos para o meio ambiente e para a saúde dos seres vivos.

Isso acontece porque esses materiais possuem componentes químicos que podem contaminar o solo e a água, prejudicando animais e até mesmo os seres humanos.

O mesmo vale para os medicamentos que são descartados junto ao lixo comum ou daqueles que são despejados em pias e vasos sanitários, chegando à rede de esgoto. Em ambos os casos, a contaminação do ambiente pode acontecer e, por isso, é preciso saber o que deve ser feito.

Pontos de coleta de medicamentos

É comum que as prefeituras atuem em conjunto com instituições de saúde, fazendo o recolhimento de medicamentos vencidos e, posteriormente, dando a eles a destinação correta.

Para que isso funcione, a sociedade precisa fazer a sua parte e levar seus medicamentos vencidos ou sem uso até uma unidade de saúde que participe desse movimento. Em Belo Horizonte, é possível encontrar locais de recebimento por meio do site da Prefeitura.

A ideia do descarte correto de medicamentos pode ser combinada à do envio das embalagens para a reciclagem. Você não precisa levar a caixinha de comprimidos a um posto de saúde, por exemplo. O papelão, o papel da bula e até o invólucro plástico desses comprimidos (também chamado de cartela) podem ser reciclados.

Destinação de cosméticos vencidos

Diferentemente dos medicamentos, os cosméticos podem ser descartados junto ao lixo comum. Isso não significa, porém, que não há qualquer chance de riscos e, por isso, é preciso ter alguns cuidados.

Consumo consciente e sustentabilidade

O mercado de beleza no Brasil segue em expansão com produtos que atendem à mulheres e homens de diferentes faixas etárias. Peguemos como exemplo o fato de que o país é o segundo maior consumidor de esmaltes no mundo.

O líquido dos esmaltes possui componentes químicos biodegradáveis. O que conta como ponto positivo. Porém, se não descartados com o devido cuidado, podem contaminar solos, água e até gerar gases tóxicos caso sejam incinerados. Uma possibilidade que varia de acordo com a composição do produto.

O consumo consciente entra aí. Esmaltes livres de formaldeído representam um risco muito menor. Por isso, é interessante dar atenção a esse detalhe no momento da compra sempre que for possível.

Em todo caso, você sempre pode enviar o vidrinho e o pincel para a reciclagem. Para tanto, é preciso limpar o vidrinho internamente usando um pouco de removedor de esmaltes e despejando o líquido em um jornal. Não pode ser na pia! O objetivo é fazer com que os restos do esmalte cheguem ao aterro sem contaminar o esgoto.

Iniciativas conjuntas

Como vimos, o descarte correto de medicamentos conta com o apoio de locais de recebimento e das prefeituras. De forma similar, o setor dos cosméticos é um bom exemplo de práticas de consumo consciente e desenvolvimento sustentável.

Diversas empresas de beleza recebem embalagens vazias ou com produtos vencidos. Algumas até oferecem pontos ou descontos em novas compras para incentivar a participação da clientela.

É o caso, por exemplo, da Back To MAC e do Programa de Reciclagem da Avon. Outras marcas, como a Risqué, disponibilizam pontos de coleta de esmaltes visando a destinação correta e reciclagem. Para encontrá-los ou até descobrir mais empresas que tenham projetos similares, é recomendado entrar em contato e solicitar informações.

Medicamentos, cosméticos e reciclagem

Como você pode perceber, antes de pensar na reciclagem, é importante ter em mente a destinação correta de medicamentos vencidos e o consumo consciente de cosméticos.

Esses produtos não podem ser reciclados, mas suas embalagens sim! Portanto, é preciso dedicar um pouco de tempo e atenção para fazer a separação dos materiais (sempre com o devido cuidado para evitar contaminações) e, então, enviá-los à empresas de reciclagem.

Para se informar melhor sobre os diferentes tipos de embalagens - como papelão, plástico e vidro -, você pode navegar pelo blog e conferir outros posts da série “Tudo sobre reciclagem”.

Sobre a reciclagem de qual outro material você gostaria de ver um post aqui no blog? Deixe o seu comentário!


Gostou?

Que tal compartilhar este artigo?

Facebook icon

Receba nossas notícias na sua caixa de emails!

Se inscreva abaixo para receber emails periódicos com conteúdos relevantes sobre sustentabilidade e a cidade ;)

Deixe seu comentário :)