Materiais eletrônicos: quais posso descartar e como fazê-lo?


Imagem destaque deste post

O descarte de materiais eletrônicos é uma necessidade para quem tem um equipamento que deixou de funcionar. E não tem coisa mais chata do que aquele entulho ficar ali, parado e ocupando espaço.

Já passou por isso? Fique tranquilo que estamos aqui para te ajudar a contornar essa situação. De quebra, você ainda contribui para o meio ambiente.

Vamos lá?

Da sua casa para o mundo

Antes de começarmos, é interessante entender a magnitude do material eletrônico que está ocupando espaço na sua casa.

Será que é só mais um monte de cabo guardado no fundo da gaveta? Um notebook velho guardado no armário, com celulares antigos?

Infelizmente, não. Todos esses equipamentos sem uso atual passam a compor o chamado lixo eletrônico. De item em item, o Brasil acabou se tornando o maior produtor desse tipo de lixo na América Latina! E esse não é um título para se ter orgulho não, viu.

Em uma era em que falamos de desenvolvimento sustentável, ter um alto volume de materiais eletrônicos residuais prejudica - e muito - o meio ambiente.

A seguir, veremos na prática como isso acontece e porque o descarte correto desses materiais é tão importante e urgente.

Qual o impacto do descarte incorreto de materiais eletrônicos no meio ambiente?

No Instagram da BH Recicla, citamos o impacto do descarte incorreto do lixo eletrônico no meio ambiente. Mas, resolvemos detalhar mais esse assunto aqui neste artigo!

- Contaminação de solos e lençóis freáticos

Um dos efeitos do descarte incorreto de materiais eletrônicos é a poluição do solo.

A poluição do solo acontece quando sua estrutura natural é descaracterizada. Em geral, isso se dá por meio do uso de produtos ou substâncias tóxicas em contato com a terra.

No caso de materiais eletrônicos, o descarte incorreto promove o acúmulo dos resíduos no solo. À medida que esse lixo se degrada, substâncias são liberadas, como metais pesados, nitratos e fosfatos.

Além de se espalharem pelo solo, essas substâncias penetram na terra até atingirem o lençol freático. Com isso, esta fonte de água também fica contaminada.

- Problemas respiratórios e danos ao sistema nervoso

Este impacto está relacionado à toxicidade dos chamados metais pesados, que recebem esse nome por conta da densidade de seus materiais.

E adivinha o que está cheio desses elementos? O lixo eletrônico!

Os mais perigosos são o mercúrio, o chumbo e o cádmio. Em contato com o corpo humano, o cádmio inflama os pulmões, os fígados e os rins. Enquanto isso, o chumbo afeta, e pode até paralisar, suas articulações.

Bem presente nos resíduos industriais, a platina e a prata são responsáveis por urticárias, problemas respiratórios, dores abdominais, vômitos e diarreias. O cobalto, o zinco e o estanho também.

- Poluição atmosférica

No caso do material eletrônico, o maior problema está relacionado à quantidade de plástico presente em sua composição.

Hoje, 40% de todo lixo do planeta é queimado, segundo a ONU, e essa incineração do plástico libera uma fumaça altamente tóxica.

Agora, imagine que 12% da composição de tudo que é queimado é plástico. É alarmante, não é?

- Superlotação de aterros sanitários

Quando você “só descarta” o material eletrônico, o destino é quase certo: os aterros sanitários.

Você joga fora, e a sucata vai simplesmente ser depositada em algum lugar, em vez de retornar para o ciclo produtivo. Dessa forma, os materiais se acumulam em locais como lixões e aterros irregulares.

Para evitar que isso ocorra, uma alternativa é reinserir o material na cadeia produtiva.

E como fazer isso? Descartando corretamente!

A seguir, listamos alguns materiais eletrônicos e dicas de como te ajudar no processo de descarte. Vamos lá?

5 materiais para descartar com consciência

Eletrodomésticos, itens de escritório, cabos em geral - essa lista não para. Veja os detalhes de cada categoria.

1. Eletrodomésticos

É natural substituir os equipamentos da sua casa. O que muita gente não sabe é como descartar aquela geladeira velha corretamente, além de fornos, freezers, fogões e lavadoras também.

Por serem equipamentos maiores, o ideal é que você procure uma empresa especializada no descarte correto. Elas já são preparadas para o serviço e algumas até fazem a coleta no local, o que facilita ainda mais a sua vida.

2. Equipamentos de informática

Com a vida útil mais curta que a dos outros eletrodomésticos, os equipamentos de informática vêm e vão. E o que não funciona mais costuma ficar ali, esquecido, mas ainda ocupando espaço na casa ou no escritório.

Por serem menores, o ideal é que você reúna tudo aquilo que já não lhe é mais útil em uma sacola ou caixa.

3. Brinquedos e equipamentos de lazer

O item que mais aparece nessa lista é o videogame. Aquele Atari antigo, o Nintendo, o Xbox e o Playstation podem ser reciclados quando quiser.

Brinquedos infantis eletrônicos, como GameBoys, PSPs, Karaokês e Kindles também aparecem por aqui.

4. Ferramentas elétricas e eletrônicas

Sim, essas ferramentas podem e devem ser direcionadas para o descarte correto.

São as batedeiras, secadores, liquidificadores, ferros de passar, furadeiras e afins.

5. Telecomunicação

Aqui entram as TV’s, os monitores, os aparelhos de som, as câmeras, as filmadoras e os demais produtos de áudio.

Para te auxiliar no descarte correto, procure uma empresa que já têm experiência com a logística reversa e reciclagem de lixo eletrônico.

Quer uma dica? Conheça a BH Recicla.

Conheça os serviços da BH Recicla

Há mais de 10 anos no mercado, a BH Recicla viabiliza o retorno do material eletrônico para o ciclo produtivo. Tudo isso de modo a tornar o processo de descarte o mais cômodo possível para quem não precisa mais do equipamento.

Não sabe o que fazer com o computador ou fogão velhos? Deixa com a gente!

Somos especialistas no descarte correto da sucata e seguimos as normas ambientais vigentes. Além disso, realizamos a coleta gratuita do seu lixo eletrônico, indo até a sua casa ou escritório.

Para que isso seja feito, reúna os equipamentos que serão coletados. A partir daí, entre em contato com a gente para avaliarmos a melhor maneira e o melhor dia para buscar tudo.

Agora que você já sabe que materiais eletrônicos podem ser descartados, que tal solicitar sua coleta grátis?


Gostou?

Que tal compartilhar este artigo?

Facebook icon

Receba nossas notícias na sua caixa de emails!

Se inscreva abaixo para receber emails periódicos com conteúdos relevantes sobre sustentabilidade e a cidade ;)

Deixe seu comentário :)