Arquitetura e meio ambiente: 3 invenções incríveis


Imagem destaque deste post

A expansão do espaço urbano é algo que parece ir na contramão da preservação. Mas não precisa ser assim! Há tempos, invenções incríveis na arquitetura permitem que o crescimento ocorra de forma sustentável, fazendo com que progresso e meio ambiente estejam lado a lado.

Existem diversas ideias futuristas que enchem os olhos de qualquer um que se interesse por arquitetura ou por sustentabilidade. E existem, também, ideias que estão ao nosso alcance agora e que são boas o bastante para promover mudanças em favor do Planeta.

A natureza nos ensina a apreciar e valorizar as coisas simples e essas três invenções que apresentamos no post de hoje nos direcionam para o mesmo caminho. Veja só!

A arquitetura sustentável

Também conhecida como arquitetura verde ou eco arquitetura, essa é uma maneira de desenvolver projetos que minimizem o impacto ambiental.

Assim sendo, a arquitetura sustentável envolve desde a utilização de materiais reciclados até o uso de tecnologias verdes para substituir as soluções tradicionais.

São projetos que consideram as condições climáticas do local, a redução do consumo de energia, a preservação do ecossistema, a melhor utilização dos materiais e o melhor aproveitamento das características naturais do ambiente.

Arquitetura e meio ambiente: as invenções

Como haveria de ser, muitas das soluções da arquitetura sustentável contam com a ajuda da ciência e da tecnologia. É o caso, por exemplo, do concreto biológico desenvolvido pelo Grupo de Tecnologia de Estruturas da Universidade Politécnica da Catalunha.

Trata-se de uma mistura de cimento convencional e um cimento à base de fosfato de magnésio. Uma combinação que cria condições para o crescimento natural de organismos como fungos, liquens, micro algas e musgos.

O resultado é a crescimento de uma fachada viva que fornece conforto térmico e promove a redução de CO2. Além do belo efeito visual, a inovação não prejudica a estrutura da obra e nem gera problemas de infiltração, garantindo a viabilidade de seu uso.

null

O The Growroom é um projeto desenvolvido por arquitetos Sine Lindholm e Mads-Ulrik Husum. Trata-se de uma solução criada para que cidades entendam que é possível aliar crescimento e meio ambiente e produzir sua própria comida.

Basicamente, a criação dessa horta ou jardim requer madeira compensada, parafusos e martelo de borracha. É um projeto que exige esforço e paciência, mas que é possível de seguir.

Tanto que os desenvolvedores, em conjunto com a SPACE10 — um laboratório lançada pela gigante IKEA e que visa a vida sustentável — decidiram divulgar todas as etapas para a confecção e montagem do Growroom, de graça. Isso significa que qualquer um pode seguir a ideia e ter sua própria horta esférica!

null

A cobertura ou telhado verde está entre os assuntos de destaque na conversa sobre sustentabilidade. A princípio, pode parecer uma ideia similar à da fachada verde, mas não é só isso.

Além da cobertura vegetal, coberturas que utilizam painéis de energia solar, por exemplo, também podem ser consideradas como “telhados verdes”. Isso porque o objetivo é o uso de recursos ou tecnologias que reduzam gastos e sejam mais positivos para o meio ambiente.

De qualquer forma, são os telhados com vegetação que costumam chamar mais a atenção de quem busca invenções da arquitetura sustentável. Nesses casos, pode-se optar por um telhado jardim ou até por um telhado horta. Um bom projeto, aliado à análise das estruturas e condições de manutenção é o que direciona a escolha mais adequada!

null

Os desafios da arquitetura sustentável

Pode até ser que você tenha chegado até aqui pensando que essas invenções são simples demais para serem chamadas de incríveis. E há, de fato, ideias inovadoras e futuristas que parecem muito mais interessantes.

A questão é que para chegar às soluções do futuro, a arquitetura atual precisa encontrar incentivo e condições adequadas para implementar as soluções que parecem mais simples, como as citadas neste post.

Práticas de arquitetura sustentável, bem como a produção de materiais reciclados nos projetos ainda são pouco comuns e, por isso, podem ter custos elevados.

Um dos caminhos é conseguir que sociedade e governo reconheçam o quão incríveis e poderosas cada uma dessas invenções é. Assim, a arquitetura sustentável vai se tornando cada vez mais popular e viável.

Quer mais exemplos da combinação entre arquitetura e sustentabilidade? Confira nosso post sobre o bambu, a madeira do futuro!


Gostou?

Que tal compartilhar este artigo?

Facebook icon

Receba nossas notícias na sua caixa de emails!

Se inscreva abaixo para receber emails periódicos com conteúdos relevantes sobre sustentabilidade e a cidade ;)

Deixe seu comentário :)