7 motivos para você reciclar seu lixo eletrônico agora


Imagem destaque deste post

O tema “reciclagem” não é novidade. Há muitos anos nossa sociedade conhece a ideia por trás dessa prática, que tem por objetivo reduzir o desperdício e o consumo de matérias-prima e incentivar o reaproveitamento de materiais.

Na maioria das vezes, porém, quando pensamos em reciclar, lembramos de metais, papel, plástico e vidro e nos esquecemos de outros materiais, como lixo eletrônico!

A reciclagem do lixo eletrônico é realizada por empresas especializadas, preparadas para avaliar, separar e dar o destino correto a cada peça ou componente dos equipamentos.

Se você nunca parou para pensar sobre reciclagem do e-lixo ou, ainda, não sabe porque deve fazer isso, preparamos uma lista com 7 motivos para você não perder mais tempo e fazer a sua parte ajudando a natureza:

Um mapa global desenvolvido pela ONU estima que em 2017 o mundo vai atingir a marca de 65,4 milhões de toneladas de lixo eletrônico descartado por aí. É muita coisa e, na América Latina, o Brasil se encontra entre os maiores produtores de e-lixo.

Produtos eletrônicos, desde pilhas e baterias a celulares, televisores e computadores, possuem em sua composição materiais pesados e tóxicos como o mercúrio, o chumbo, o cádmio e o berílio.
Se descartados de forma indevida ou junto ao lixo convencional, os componentes nocivos do e-lixo podem entrar em contato com o meio ambiente, contaminando solo e lençóis freáticos, por exemplo, apresentando riscos para a flora e para a fauna.

Já pensou se os componentes nocivos dos equipamentos eletrônicos entrem em contato com o solo de uma área de cultivo ou pastagem ou, ainda, com a água utilizada para o consumo humano? Essa é apenas uma visão de como o e-lixo não reciclado pode afetar a nossa saúde.
Há, ainda, uma série de estudos que investiga a influência de metais pesados na ocorrência de intoxicações, doenças cardíacas e até câncer.

De celulares à impressoras, todo equipamento eletrônico sem uso termina por acumular poeira e ocupar espaço nas residências. Muitas vezes, não nos livramos desses aparelhos por não saber ao certo o que fazer com eles, gerando transtornos que poderiam ser evitados com a reciclagem.

A sustentabilidade, assim como o apoio à diversidade e outras causas, está entre os fatores que influenciam cada vez mais o relacionamento entre empresas e sociedade. Assim sendo, organizações que optam por adotar e incentivar práticas sustentáveis conquistam mais clientes!

Reciclar seu lixo eletrônico ajuda a passar para a indústria a mensagem de que a sociedade se preocupa com o destino e reaproveitamento de materiais. Dessa forma, você contribui para estimular o uso de reciclados no processo produtivo, diminuindo o impacto negativo que o desenvolvimento pode ter para o planeta e para todos os seres vivos.

Dados divulgados pela ONU apontam que o mercado global de resíduos eletrônicos movimenta aproximadamente US$ 400 bilhões por ano. O Brasil, porém, ainda recicla pouco – apenas 2% do seu lixo eletrônico. O Ministério do Meio Ambiente estima que tornar a reciclagem uma prática comum no país contribuiria para a geração de até dez mil empregos e de cerca de R$ 700 milhões em recursos!

E então, pronto para começar a reciclar seu lixo eletrônico? Entre em contato conosco, estamos prontos para te ajudar!


Gostou?

Que tal compartilhar este artigo?

Facebook icon

Receba nossas notícias na sua caixa de emails!

Se inscreva abaixo para receber emails periódicos com conteúdos relevantes sobre sustentabilidade e a cidade ;)

Deixe seu comentário :)